CINCO TRAVESSIAS DE TIRAR O FÔLEGO

Iniciar um novo roteiro é nossa paixão… De carro, de trem, de ônibus, de avião ou de barco, a cada novo lugar, novas paisagens e muitas aprendizagens. Confira aqui cinco travessias de carro, ônibus e barco que realizamos nos últimos anos no Brasil e Europa.

1. BR-101- De norte a sul do Brasil

br1014

          A mais famosa estrada do Brasil, a BR 101 se estende por 4.542 Km, atravessando 3 regiões brasileiras (Nordeste, Sudeste e Sul) e atravessa 12 estados brasileiros. Belas e diversas paisagens ao longo do caminho. Clique aqui e veja nosso post.

 

 

2. Estrada Real- Minas Gerais

         A Estrada Real, antigo trajeto utilizado para levar ouro de Minas Geraisestradareal2 ao litoral e de lá seguir para Portugal merece ser percorrida sem pressa, no legítimo jeitinho mineiro de ser. Pelas cidades ao longo do caminho, o turista encontrará o maior conjunto arquitetônico colonial do Brasil, comida boa, artesanato e um povo muito acolhedor. De Ouro Preto (MG) até Paraty (RJ) são 636 quilômetros de muito história brasileira. Confira essa dica clicando aqui. Continuar lendo

MOSTAR- BÓSNIA E HERZEGOVINA

mostar8

Mostar, uma incrível e fascinante cidade da Bósnia e Herzegovina, é um daqueles lugares que jamais sairão das nossas memórias. Com uma história forte e recente, conhecer essa pequena cidade nos levou a vários questionamentos sobre diferentes valores humanos.

mostar4Mostar é a principal cidade da Herzegovina, região que nunca obteve sua autonomia, sempre permanecendo parte da Bósnia. Mas no século XIX ela conseguiu o status de seu nome ser incluída na denominação do país, ficando conhecida como Bósnia e Herzegovina.

A cidade foi uma das que mais sofreu durante a Guerra Civil da Bósnia (1992 a 1995). Com milhares de vítimas e famílias destruídas, Mostar tenta se reerguer. Contudo, as cicatrizes da guerra ainda estão muito abertas. Para onde você olha, lá estão as marcas da guerra. Paredes cravejadas de bala, prédios destruídos, praças públicas transformadas em cemitérios. Embora nossos olhos tenham se cruzado com olhares tristes e desconfiados, os turistas são alegremente recebidos, uma vez que a população vê na gente uma chance de virar a página e construir uma nova história. Continuar lendo

O TÚNEL DA VIDA- SARAJEVO- BÓSNIA HERZEGOVINA

tunel4É impossível visitar Sarajevo e não se emocionar e se envolver com a história recente da Guerra d Bósnia. Na cidade, um dos passeios mais recomendados para entender um pouco da história dessa guerra civil é a visita ao Túnel da Vida.

A melhor maneira de chegar até lá é contratar um serviço de tour ou táxi, uma vez que o túnel está localizado a uns 25 minutos do centro da cidade. Nós optamos por fazer um tour em espanhol sobre a Guerra da Bósnia e nesse tour já estava incluso o passeio até o Túnel.

Foto: A casa que abriga o Museu do Túnel e o que sobrou dele.

Continuar lendo

SARAJEVO- BÓSNIA- HERZEGOVINA- PARTE 3 – CERCO A SARAJEVO

O cerco a Sarajevo foi o mais longo cerco da História moderna. Os sérvios cercaram a população bósnia a partir das montanhas. Para essa região foram enviados mais de 18.000 homens, em posições estratégicas com artilharia. Esses dispunham de morteiros, tanques, canhões antiaéreos, metralhadoras pesadas e lançadores múltiplos de foguetes.

Nosso guia, que na época tinha 6 anos, disse que a vida se dava muitonos subterrâneos de Sarajevo e na parte da noite onde as pessoas tentavam se locomover na escuridão.

O cerco durou quase 4 anos, e contou com milhares de mortos, a maioria de civis. A visão aqui de cima juntamente com a fala do nosso guia foi muito forte e emocionante!

Gostou desse post? Compartilhe com seus amigos!

SARAJEVO- BÓSNIA- HERZEGOVINA- PARTE 2- AS MARCAS DA GUERRA 20 ANOS DEPOIS

sarajevo

Fotos: Acima, um dos muitos cemitérios com os mortos da Guerra da Bósnia. Abaixo, outro cemitério. São dezenas de cemitérios pela cidade de Sarajevo. Antigas praças que tiveram que ser transformadas.

sarajevo1A Guerra da Bósnia (1992-1995), um dos maiores conflitos da Europa após a Segunda Guerra Mundial, deixou fortes marcas nas cidades que visitamos (Sarajevo e Mostar). Resumindo um pouco esse conflito, podemos dizer que após a Croácia e a Eslovênia declararem sua independência, a Bósnia- Herzegovina resolveu fazer o mesmo. Contudo, não esperava que a Sérvia fosse reagir tão negativamente à sua independência. Um número expressivo de sérvios que moravam no território bósnio não aceitaram a independência e buscaram apoio do Governo Central da Sérvia. Este, fortemente armado, atacou a Bósnia Herzegovina que, por sua vez, não estava preparada para a guerra e não dispunha de armamentos suficientes. Como saldo, 200 mil mortos e cidades completamente destruídas. Em 1995, foi assinado o Acordo de Dayton que levou a Bósnia-Herzegovina a sua independência. Segundo esse Acordo, a Bósnia foi dividida em duas entidades territoriais: a Federação Bósnio- Croata, controlada por bósnios muçulmanos e bósnios croatas/católicos e a República Sérvia da Bósnia, governada por bósnios sérvios/ortodoxos. Continuar lendo